terça-feira, 10 de março de 2015

Os nossos resultados

Sem novidades "blogadas" há algum tempo, fruto do interregno no calendário oficial de provas do NAT, ocasião aproveitada por todos nós para aprimorarmos o nosso estado de forma, mas tal não significa inatividade dos nossos atletas.
Com um calendário que se aproxima recheado de inúmeras provas, e não nos referimos às provas do abençoado “líquor” com o qual vamos fazer furor na nossa barraca das “feirinhas”, mas às diversas competições que se aproximam, a começar com a Corrida do Pai, já no próximo dia 15 deste mês e o campeonato nacional de corta mato, em Almeirim, para os mais novos.

Apesar de não integradas no calendário do NAT, diversas competições foram abençoadas com a presença de vários atletas do NAT.
O João Sousa  participou nos 20 Kms de Cascais realizado a 15 de fevereiro, onde conseguiu  o bonito tempo de 1h35m, resultado que serviu para “enxovalhar“ o seu compadre alfacinha, que este ano não se atreveu a correr os 20 Km.

Em Lousada, na 2ª Corrida do Carnaval, o NAT esteve presente  com uma delegação de 4 atletas. Lurdes Pereira foi 4ª classificada da geral feminina. Em veteranos , Manuel Pacheco venceu e o Abílio Pereira foi 3º.

Na Maratona de Sevilha, Pedro Regueiras foi  o 255º da classificação geral, alcançando a sua melhor marca de sempre, com 2h49m31s.

No campeonato do norte de corta mato, em simultâneo com o campeonato do distrito de Braga de corta mato longo, competição realizada em Celorico de Basto, Lurdes Pereira foi 2ª classificada pelo distrito e a 4ª do norte.  Os nossos juvenis sagraram-se campeões do distrito de Braga e a 3ª melhor equipa do norte. Paulo Fontão obteve o 6º lugar pelo distrito de Braga e o 10º do norte.

No passado domingo, dia 8 de março, os nossos atletas participaram na 1ª corrida Petrus Run em Vila nova de Gaia, obtendo excelentes resultados. A Lurdes foi 2ª classificada da geral, a sua melhor prova da época, até agora, terminando com o tempo de 35’34’’. O nosso júnior Paulo Fontão foi também ele um brilhante 2º classificado com 34’29’’, começando a encarar com normalidade estas distâncias mais longas.
Provavelmente escapou-nos alguma participação de atletas nossos em outras competições, mas enviem-nos os resultados que oportunamente serão referenciados.

























segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Meia de Viana 2015

A Meia de Viana começa a assumir-se como a clássica de Janeiro. Uma excelente corrida, um percurso agradável e um número de atletas muito interessante. Parabéns à Manuela e à sua organização, assim “Viana fica no coração”.
 Convencidos que não é fácil chegar em primeiro, os nossos atletas concentram-se noutros objectivos, que não o prémio em dinheiro. Assim,  alcançar um novo recorde pessoal, perece-nos o incentivo ideal.
Empenhados na sua causa, vários “natenses” obtiveram novo máximo na meia. Destes, destaca-se a Lurdes com1h23m36s, apesar de ainda longe de todo o seu potencial, passados vários anos melhora  a sua melhor marca pessoal. É um bom prenúncio para o futuro, e, se "der no duro", melhores dias virão, amealhando aqui e ali mais um tostão...
O Pedro Pinheiro, Nuno Martinho, Rosa Ferreira… (não sei se mais algum), todos a correrem mais rápido que nunca esta distância.
Na sua globalidade, os nossos atletas bateram-se com galhardia, esforçaram-se, sofreram e conquistaram o direito ao prémio merecido de terminarem esta prova sem o orgulho ferido.

Todo necessitamos de objetivos. É esta a razão do empenhado trabalho que nos conduz à concretização das nossas vitórias. Acreditar! Ninguém vence os adversários antes do tiro de partida. A vitória de hoje não garante a vitória de amanhã e o mesmo se aplica à derrota.

Os nossos objetivos para serem alcançados carecem de empenho, dedicação e sacrifício. Os que pouco sofrem, nada correm, quem não treina não evolui,  sem empenho o fracasso espreita e sujeita-se à desfeita. Quem se aplica  vislumbra o sucesso e fica mais forte, porém, há quem lhe chame sorte!

A qualidade das fotografias que se seguem não é a melhor, são poucas e fracas.... O antigo fotógrafo demitiu-se...

CLASSIFICAÇÕES

O Sr Cruz, sempre em grande plano ... 
A caminho de mais um recorde...
 O Elias em ritmo frenético...
O João, sempre bem disposto...
Desgraçado, não te atrevas e meter mais um cigarro à boca...
Não vai ser hoje que cai o meu recorde....
Pagavam-lhe mal como fotógrafo... começou a treinar armado em atleta....


segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Campeonato Distrital Corta Mato Curto

 Os nossos jovens atletas participaram no Campeonato Distrital de Corta Mato Curto, realizado em Joane, e sagraram-se vice campeões distritais.  Pela primeira vez que o NAT participa coletivamente neste tipo de competições, arrecada um 2º lugar no meio dos campeões. Pouco habituados a este tipo de situações, bateram-se com galhardia e controlaram as emoções.

As nossas senhoras a correrem no meio da mocidade , com  a Lurdes a chefe de fila em alta velocidade e  a Elisabete, abdominosa, aos gritos a incentivar o bando, deram   que fazer à malta nova e realizaram uma excelente prova.  Ganharam coletivamente, são campeãs de distrito, a continuarem assim, mais uns anos e transforma-se em mito!  

Numa tentativa de promover o nome da nossa associação, o Presidente do NAT em prolongadas negociações com um famoso lar de idosos para atletas de elite que vai abrir falência, contratou à última da hora 3 reformados  de eleição para defenderem a nossa  honra nesta importante competição. A correrem como seniores, os nossos veteranos não se intimidaram com a irreverente juventude, pois a experiência  pode ser virtude.  
Efetivamente, as nossos “cotas” portaram-se com dignidade. Foram a primeira equipa a cortar a meta, cheios de felicidade. Correm  as pernas, não o bilhete de identidade. Uma vitória para a posteridade.


Uma equipa de  vitoriosos, uns velhos e outras jeitosas...
Hoje fomos ficámos em 2º, amanhã seremos primeiros!
Uma contratação de luxo...vai dar muitos pódios ao NAT!
A subir de forma...
Se eu não tiver lesões, vou ser a revelação do NAT em 2015...
Metem-me em cada uma, pensam que não tenho mais que fazer...
Vou toda rota...nunca mais ganho juízo...
Acabou o sofrimento, agora é só sorrisos...

   MAIS FOTOS

RESULTADOS


segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Meia Maratona de Famalicao

Terminada a  Meia Maratona , ficámos todos com a impressão que nasceu uma  Meia  com futuro em Famalicão, nos calendários vindouros do NAT,  certamente,  esta será uma prova presente. Quase nos sentíamos em casa. Parte do percurso já percorrido por muitos de nós a correr, mas nem isso impediu a malta  de acabar a gemer, apesar dos últimos quilómetros  terminarem a descer…
Os nossos atletas, sempre irreverentes,  entregaram-se de corpo e alma aos seus objetivos bastante exigentes.  Dos 30 atletas que inscrevemos, surgiram resultados  de grande valentia e todos sobrevivemos…

A começar pelos mais velhos, o Sr Alberto terminou esta Meia  abaixo das duas horas!  Atleta especialista em descidas,  não se sente muito bem a subir. Quando muito, tolera o plano da mesa se a comida que lá estiver  for boa… Sempre com espírito solidário, parou durante a prova para esperar pelos seus companheiros de equipa, (as más línguas dizem que era a subir…),  o problema  é que a malta do NAT já tinha passado toda… e lá teve que se arrastar até ao fim.

Apesar de grande parte dos nossos atletas terem corrido em velocidade de cruzeiro, pretendendo encarar esta prova como um passeio porreiro, houve  quem muito se esforçasse. O Teixeira, há muito arredado da alta competição, regressou em Famalicão com uma prova quase ao seu nível.  Mais uns tempos a treinar no seu ritmo terrível  e podemos contar com ele para fazer provas de qualidade, baixar da 1h20 brevemente será uma realidade. Foi o 2º do NAT, o 1º dos amadores como ele gosta de se intitular, apenas perdeu para um velho que há uns anos  se anda a arrastar.

Inebriado com prémio chorudo que alcançou em Famalicão ao vencer o seu escalão (100 euros), e o tempo “fabuloso” com que terminou esta prova de fundo, o Pacheco ficou cismático, meditabundo! Já adoptou um sobrinho para abrir uma conta na Suiça e contratou o advogado do Sócrates para criar uma Offshore nas Ilhas Seyshelles.  
Há 21 anos atrás  fez 1h 3’ 16’’ à meia maratona, só com” centrum” e” magnesona”. Agora,  com tanta tecnologia, sapatilhas de impulsão, “shots” energéticos, barracas para dormir e tantas formas de recuperação, correr para 1h 3’ implica alucinação.

Neste fim de semana o NAT esteve presente em 3 competições, todas realizadas pela 1ª vez -  a Meia de Famalicão, o  Crosse de Moreira e a Maratona do Gerês. Em Moreira, os nossos jovens continuaram a desbravar caminhos para a sua evolução, cada um à sua maneira. O Tiago foi o 2º iniciado. O Luís 12º juvenil e o Alexandre 15º. O Paulinho foi o 5º júnior.

Pedro Regueiras, o Adélio e o Zé Silva, venceram destacados a maratona por estafetas do Gerês. O NAT no lugar mais alto do pódio, outra  vez!


Uma luta de irmãos...para apurar o 1º da família...
Vais a puxar pela concorrência, malandro...
Um último esforço para não ser apanhado pelo treinador... o João...
Correr em casa, com o apoio do público... é sempre mais fácil.
Dois enfermeiros, qual deles o mais torto...
O estágio na Argentina fez-te bem...
Sr Alberto de volta aos grandes palcos. A tentar perder os kg que vai ganhar no  Natal
O Zé Lopes guardado por 2 seguranças. Eram os do Sócrates...
A velocidade era tanta que o dorsal não aguentou.


MAIS FOTOS

CLASSIFICAÇÕES




domingo, 2 de novembro de 2014

Maratona Porto 2014


Terminaram a Maratona do Porto mais de 4000 atletas! É um momento histórico em Portugal. Parabéns à organização, à Runporto do Sr. Jorge Teixeira, que com muito trabalho, dedicação e labuta à sua maneira, possibilitou à Maratona do Porto ser considerada a 1ª.
O NAT, como acontece tradicionalmente, participou nesta grande festa com muita gente, 14 maratonistas a correr com paixão e nos 16Km uma multidão. Fizemos a nossa festa como sempre sucede, quando corremos ou aplaudimos, sentimos respeito pela camisola que vestimos.
O nosso ponta de lança do ano passado, o Fontão, a recuperar da congestão na “barriga da perna”, não pôde participar. Possuído por uma esperança imortal, o Fontão nunca muda o começo e depois maleita no final. Desta vez ficou de fora, é para aprender, não faz mal…
Para compensar o desalento do marido, a Rosa Fontão  realizou uma grande prova. Apesar de não sabermos ainda o desfecho final da decisão dos juízes, uma vez que trocou de sapatilhas a meio do percurso e pode ser desclassificada por esta razão, vamos acreditar no bom senso dos homens e na sua absolvição. A rapariga pensa que isto é fórmula 1…
Devido à sobrecarga de trabalho burocrático que a presidência do NAT acarreta, o nosso Presidente, teimoso, não quis ir de bicicleta, com o pouco tempo disponível para treinar, acabou a maratona a arfar . Por outro lado, o seu mano mais novo acabou a penar, mas este já esta a aprender, em vez de acabar a correr terminou a caminhar.

Esperamos pelo crescimento dos nossos jovens, pela sua evolução, que se apeguem ao cube com coração e não troquem o NAT por um feijão. O futuro está nas suas mãos, serão deles os  grandes resultados, não são esperados milagres de quarentões inebriados .

Uma família a crescer...
Ó Sr Carlos, já não é fácil enfiar a agulha...
A reverem as táticas...
Paulinho em grande forma, a ultrapassar um camião...
Para já, tudo bem...
Que maravilha, isto não custa nada...
Sempre bem disposto, és uma máquina...uma moto serra...
Sou o Pedro, o enfermeiro...
Fazem dupla a correr, dupla a comer o pica no chão...
Não treines não, mais uma como esta és despedida...
Esse pneu não engana ninguém...
Muito concentrado na corrida...
Quando eu começar a treinar, ides ver... 
Meu Deus meu Deus, porque me abandonas-te...aos 40km
Estou irremediavelmente roto.... 
Grande prova, ainda vou entrar para a elite do NAT...
Vitória Sempre!!!
Um totalista da Maratona do Porto a chegar...
Outro totalista desta Maratona...
Finalmente, estou nas 3h30...
Tenho que ser eu a ganhar para a sopa, o Fontão não pode...
Sofro mas vou...
Ai Jesus, como eu fiquei...
Em plena recuperação...